quarta-feira, 29 de julho de 2009

Mais uma moto é furtada no centro de Iguatu

Na tarde desta quarta-feira, 29/07, mais uma moto foi furtada no centro de Iguatu, desta vez a vítima foi ao Banco do Brasil e deixou o veículo nas proximidades, após vinte minutos retornou ao local e não mais encontrou a moto Titan vermelha, 125cc, de placa HUN 2223, ano 1995. A PM foi comunicada e neste exato momento acontecem diligências na cidade.

PM prende foragido da Cadeia Pública de Iguatu

Policiais prenderam Adriano que realizou furtos na cidade
Na manhã desta terça-feira, 28/07, a Polícia Civil de Iguatu, prendeu o foragido da cadeia pública de Iguatu, Adriano Alves de Melo, o mesmo estava na casa de familiares nas proximidades do Matadouro de Iguatu. “Ele tentou se passar pelo irmão mas nossa equipe o identificou pelas tatuagens e conseguimos prender este rapaz que é acusado de participar de vários furtos, inclusive de assaltar uma lan hause em Iguatu, além de ser fugitivo da cadeia pública de Iguatu” disse o Delegado Agenor Freitas de Queiroz.

Governo do Ceará afirma que não irá suspender atividades escolares

Com o cuidado de prevenir e proteger a saúde de estudantes e professores e de toda a população da nova gripe na volta às aulas, a Secretaria da Saúde do Estado elabora e divulga nota técnica aos diretores de estabelecimentos de ensino. Na nota, a Sesa recomenda que somente as pessoas com febre, tosse, dor de garganta e outros sintomas de gripe não devem retornar às aulas. Devem procurar assistência médica para avaliação e o caso deve ser comunicado à Secretaria de Saúde do Município. No caso de diagnóstico de influenza A(H1N1), devem evitar as aulas por um período de sete dias de transmissibilidade do vírus. Veja abaixo a nota, na íntegra. No Ceará, hoje, 28 de julho, há 36 casos confirmados da doença. Desse número, 35 estão na Capital e 1 no município de Quixadá, no sertão central. Informe técnico sobre influenza A (H1N1) aos diretores de estabelecimentos de ensino A Secretaria da Saúde do Estado do Ceará, por meio da Coordenadoria de Promoção e Proteção à Saúde, em virtude da situação epidemiológica atual da Influenza A (H1N1) e considerando a necessidade de informar e orientar a comunidade escolar (creches, escolas e universidades) sobre a forma adequada de conduzir as atividades educacionais na volta às aulas, faz uma série de recomendações. A Secretaria da Saúde leva em consideração que a nova gripe tem alta transmissibilidade e que para este novo vírus (H1N1) a população não está imunologicamente protegida. Mas observa que na região Nordeste o período de maior incidência da gripe sazonal ocorre no primeiro trimestre de cada ano e portanto o risco de disseminação do vírus é menor no atual período. Até o momento a maioria dos casos tem evoluído para cura, características semelhantes a da influenza sazonal, com baixa letalidade. Considerando que ações de prevenção e proteção podem contribuir para o controle da disseminação do novo vírus respiratório e que devem ser amplamente divulgadas entre as comunidades escolares, as recomendações são: Não suspender ou adiar o início das atividades curriculares nas escolas Pessoas gripadas devem ficar em casa no período de transmissibilidade, ou seja, 7 dias após o inicio dos sintomas. Devem aumentar a ingestão de líquidos e procurar assistência médica. Não utilizar medicamentos sem orientação médica, especialmente o Ácido Acetil Salicílico As pessoas devem higienizar as mãos com água e sabão líquido antes das refeições, antes de tocar os olhos, boca e nariz e após tossir, espirrar ou usar o banheiro Proteger com lenços, preferencialmente descartáveis, a boca e nariz ao tossir ou espirrar para evitar disseminação das secreções (etiqueta respiratória) As pessoas devem evitar compartilhar objetos de uso pessoal como: copos, pratos, talheres, canudos, toalhas. Manter os ambientes arejados Todos os estudantes que no retorno às aulas apresentarem febre, tosse, dor de garganta e outros sintomas gripais devem ficar ausentes das aulas e procurar assistência médica para avaliação, devendo o caso ser comunicado à Secretaria Municipal de Saúde e seguir as orientações médicas Os alunos com diagnóstico de influenza A (H1N1) deverão evitar ir às aulas por um período de 7 dias (período de transmissibilidade) Constatada a existência de surto (ocorre quando pelo menos três casos de síndrome gripal em ambientes fechados/restritos, com intervalo de até cinco dias entre as datas de início de sintomas), a direção dos estabelecimentos deve suspender as atividades somente após avaliação conjunta da situação pela Secretaria Municipal de Saúde e Secretaria da Saúde do Estado. No caso de Fortaleza, o telefone para contato é o 0800.2800808 Nos outros municípios, o contato é com as secretarias municipais de saúde. Assessoria de Imprensa da Sesa: Selma Oliveira (soliveira@saude.ce.gov.br - 31015221/ 31015220/ 88863907)

Secretário de Saúde de Iguatu fala oficialmente sobre ações contra a gripe H1N1

Drª Dilma Jane e o Sec. Joab Soares falaram para a imprensa
Acompanhamos na tarde desta terça-feira uma coletiva com a imprensa realizada pelo Secretário de Saúde de Iguatu, Joab Soares, com o objetivo de passar informações sobre as ações que serão realizadas em nosso município contra a gripe H1N1. Participaram desta coletiva representantes das emissoras Liberdade AM, Mais FM, Antena Sul FM e dos jornais, Conterrâneo e A Praça. O Secretário de Saúde Joab Soares respondeu a várias perguntas dos profissionais da imprensa que estiveram presentes, “ vamos informar todas as ações que forem realizadas em nossa cidade, mas o único que tem a autoridade para falar oficialmente sobre os casos da gripe H1N1 sou eu, fora isto tudo não passa de especulação” disse Joab Soares. Questionado sobre as equipes dos PSFs e HRI se estão preparadas para enfrentar este novo problema, o mesmo respondeu que, “ profissionais tiveram um treinamento nesta semana com representantes da Secretaria de Saúde do Ceará e atualmente estão repassando para todos os nossos funcionários da SESA/Iguatu, as ações que o estado definiu para a nossa cidade e região. Mas antes mesmo deste encontro já estávamos cumprindo as ações determinadas pelas portarias do Ministério da Saúde e agora vamos apenas aprimorar” disse Joab. Durante o encontro o representante máximo da saúde em Iguatu respondeu ao Diretor do Jornal A Praça Zé Roberto, sobre a possibilidade de transformarem esta situação em discurso de palanque político em nossa cidade, “ a população já sabe que são as pessoas que utilizam destas artimanhas, esta é a falta de maturidade política que atrapalhou a vida de tantas pessoas neste município, e, diga-se de passagem, que é uma total falta de responsabilidade e respeito com o seu povo, fazer terrorismo ou utilizar um vírus para ter vantagem política é algo abominável e inaceitável. Por isso digo que qualquer situação que venha acontecer vamos anunciar e repassar com responsabilidade as informações para todos os veículos e fazer com que a população se sinta protegida e confiante com as ações que serão tomadas, pois neste momento a correta informação traz mais proteção” finalizou. Para mais informações sobre a gripe H1N1 entrem em contato com DISK GRIPE – 88262552

Dez Perguntas e respostas sobre Influenza A (H1N1) que você precisa saber

1. Existe transmissão sustentada do vírus da Influenza A (H1N1) no Brasil?
Desde 24 de abril, data do primeiro alerta dado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) sobre o surgimento da nova doença, até o dia 15 de julho, o Ministério da Saúde só havia registrado casos no país de pessoas que tinham contraído a doença no exterior ou pego de quem esteve fora. No dia 16 de julho, o Ministério da Saúde recebeu a notificação do primeiro caso de transmissão da Influenza A (H1N1) no Brasil sem esse tipo de vínculo. Trata-se de paciente do Estado de São Paulo, que morreu no último dia 30 de junho. Esse caso nos dá a primeira evidência de que o novo vírus está em circulação em território nacional. Todas as estratégias que o MS deveria adotar numa situação como esta já foram tomadas há quase três semanas. O Brasil se antecipou. A atualização constante de nossas ações contra a nova gripe permitiu que, neste momento, toda a rede de saúde esteja integrada para manter e reforçar as medidas de atenção à população. 2. Qual a diferença entre a gripe comum e a Influenza A (H1N1)?
Elas são causadas por diferentes subtipos do vírus Influenza. Os sintomas são muito parecidos e se confundem: febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza. Por isso, não importa, neste momento, saber se o que se tem é gripe comum ou a nova gripe. A orientação é, ao ter alguns desses sintomas, procure seu médico ou vá a um posto de saúde. É importante frisar que, na gripe comum, a maioria dos casos apresenta quadro clínico leve e quase 100% evoluem para a cura. Isso também ocorre na nova gripe. Em ambos os casos, o total de pessoas que morrem após contraírem o vírus em todo o mundo é, em média, de 0,5%. 3. Quando eu devo procurar um médico?
Se você tiver sintomas como febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza, procure um médico ou um serviço de saúde, como já se faz com a gripe comum. 4. O que fazer em caso de surgimento de sintomas?
Qualquer pessoa que apresente sintomas de gripe deve procurar seu médico de confiança ou o serviço de saúde mais próximo, para receber o tratamento adequado. Nos casos de agravamento ou de pessoas que façam parte do grupo de risco, os pacientes serão encaminhados a um dos 68 hospitais de referência. 5. Por que o exame laboratorial parou de ser realizado em todos os casos suspeitos?
Essa mudança ocorreu porque um percentual significativo — mais de 70% — das amostras de casos suspeitos analisadas em laboratórios de referência, antes dessa mudança, não era da nova gripe, mas de outros vírus respiratórios. Com o aumento do número de casos no país, a prioridade do sistema público de saúde é detectar e tratar com a máxima agilidade os casos graves e evitar mortes. 6. Se o exame não é realizado em todas as pessoas, isso significa que o número de casos registrados será subnotificado?
É importante ficar claro que vários países estão adotando a mesma prática, por recomendação da Organização Mundial da Saúde. Vamos continuar a registrar o número de casos. Como já ocorre com surtos de gripe comum, vamos confirmar uma amostra de casos e todos os outros que tiverem os mesmos sintomas e no mesmo ambiente, seja em casa, na escola, no trabalho, na igreja ou no clube, serão confirmados por vínculo epidemiológico. Além disso, temos no Brasil 62 unidades de “Rede Sentinela” em todos os estados, com a função de monitorar a circulação do vírus influenza e ocorrência de surtos. Essa rede permite que as autoridades sanitárias monitorem a ocorrência de surtos devido ao vírus da gripe comum — e, agora, do novo vírus — por meio da coleta sistemática de amostras e envio aos laboratórios de referência. É importante ficar claro que, a partir de agora, o objetivo não é saber se todos os que têm gripe foram infectados por vírus da influenza sazonal ou pelo novo vírus. Com o aumento no número de casos, passamos agora a trabalhar com o diagnóstico coletivo, exceto para aqueles que podem desenvolver a forma grave da doença, seja gripe comum ou gripe A. 7. Quais os critérios de utilização para o Tamiflu?
Apenas os pacientes com agravamento do estado de saúde nas primeiras 48 horas, desde o início dos sintomas, e as pessoas com maior risco de apresentar quadro clínico grave serão medicados com o Tamiflu. Os demais terão os sintomas tratados, de acordo com indicação médica. O objetivo é evitar o uso desnecessário e uma possível resistência ao medicamento, assim como já foi registrado no Reino Unido, Japão e Hong Kong. É importante lembrar, também, que todas as pessoas que compõem o grupo de risco para complicações de influenza requerem avaliação e monitoramento clínico constante de seu médico, para indicação ou não de tratamento com o Tamiflu. Esse grupo de risco é composto por: idosos acima de 60 anos, crianças menores de dois anos, gestantes, pessoas com diabetes, doença cardíaca, pulmonar ou renal crônica, deficiência imunológica (como pacientes com câncer, em tratamento para AIDS), e também pessoas com doenças provocadas por alterações da hemoglobina, como anemia falciforme. 8. O medicamento está em falta?
Não. O Ministério da Saúde possui estoque suficiente de medicamento para tratamento dos casos indicados. Além de comprimidos para uso imediato, temos matéria-prima para produzir mais nove milhões de tratamentos. 9. Os hospitais estão preparados para atender pacientes com a Influenza A (H1N1)?
Atualmente, o Brasil possui 68 hospitais de referência para tratamento de pacientes graves infectados pelo novo vírus. Nestas unidades, existem 900 leitos com isolamento adequado para atender aos casos que necessitem de internação. Todos os outros hospitais estão preparados para receber pacientes com sintomas leves de gripe. 10. Como eu posso me prevenir da doença?
Alguns cuidados básicos de higiene podem ser tomados, como: lavar bem as mãos frequentemente com água e sabão, evitar tocar os olhos, boca e nariz após contato com superfícies, não compartilhar objetos de uso pessoal e cobrir a boca e o nariz com lenço descartável ao tossir ou espirrar.
Fonte: www.portal.saude.gov.br

Informações atualizadas sobre a nova gripe no Ceará

A confirmação do primeiro caso do Influenza A, no Sertão Central, está deixando a população da maior cidade da região, Quixadá, preocupada. A divulgação oficial foi feita na tarde da última segunda-feira, por meio do portal eletrônico da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa). Mas somente na manhã de ontem a notícia se espalhou por emissoras de rádio da cidade, fazendo com que os moradores ficassem apreensivos. Com a divulgação, começou a procura por máscaras nos postos de saúde da cidade, principalmente no Combate, um bairro da periferia de Quixadá. A família do primeiro paciente do Interior do Estado a contrair a gripe, um estudante do campus avançado da Universidade Federal do Ceará (UFC), reside naquela área. No início do mês, ele havia participado de uma convenção na Universidade de Brasília (UnB). Na excursão foi contaminado com a gripe. Além do estudante da UFC de Quixadá, outros dois universitários que participaram do encontro acadêmico na UnB apresentaram sintomas da doença. Uma jovem de 22 anos, aluna da UFC, e um rapaz da mesma idade, estudante da Faculdade de Educação Ciências e Letras do Sertão (Feclesc). Ela mora no bairro da Lagoa. Ele, outro morador do Combate. Todavia, conforme a coordenadora da Atenção Básica no município, Liana Cavalcante, o período de contaminação deles já passou. Quanto ao caso diagnosticado pela Sesa, a técnica em Saúde do município confirmou que o paciente esteve realmente em Quixadá, neste fim de semana, todavia não estava mais sob risco de transmissão da gripe. Os sintomas haviam surgido no último dia 12. No dia 20 ele esteve em Fortaleza, no Hospital São José, onde recebeu soro e foi encaminhado para casa. Retornou dois dias depois. Preconceito Liana ainda informou que falou com o paciente pelo telefone. Ele informou que já estava tudo bem. Demonstrou preocupação apenas com o preconceito. Ele mora com os pais. A casa deles estava fechada. Os avós moram próximo. Também não foram encontrados. A mesma situação enfrentam os outros estudantes. A técnica condena a postura dos vizinhos, no entanto, destaca que a gripe A é bem diferente do vírus HIV, onde o contágio ocorre geralmente por meio do contato íntimo, sendo possível manter-se anônimo. O vigilante Jacinto Macedo mora a uma quadra da residência do primeiro paciente da cidade infectado pela gripe. Ele garante que viu o vizinho nos últimos três dias. Retornou para Fortaleza somente nesta segunda. Como não recebeu nenhuma orientação, não esconde a preocupação. Tem três filhos. O que ouve, é que a doença mata. Para ele, se preocupar com a família não é preconceito. Apesar da aflição dos moradores, o presidente do Comitê Estadual de Prevenção e Controle do Vírus Influenza A, Manoel Fonseca, assegura que o quadro no Ceará é de tranqüilidade. Para se proteger, a população deve apenas atender as orientações padrão: lavar bem as mãos antes das refeições e após o contato com outras pessoas; manter distância mínima de um metro com quem estiver gripado ou tossindo; e usar máscara em áreas consideradas de risco. Segundo Fonseca, até o início da tarde de ontem, 36 casos da gripe A já haviam sido confirmados no Estado, a maioria na Capital. Mas em nenhum deles foi detectado dispnéia, aumento da freqüência respiratória ou pneumonia, considerados sintomas de gravidade da doença. Nenhum óbito foi registrado. Em Quixadá, a Secretaria de Saúde implantou um serviço de informação telefônica, o Disque Influenza. Iniciou a distribuição de máscaras para profissionais que trabalham em postos de saúde e hospitais. Não haverá distribuição gratuita do protetor. Na próxima sexta-feira, médicos e enfermeiros receberão treinamento especial para tratamento da gripe. Também no Cariri, médicos, enfermeiros, farmacêuticos e técnicos da vigilância epidemiológica serão capacitados para o acompanhamento, diagnóstico e tratamento da Influenza A (H1N1). O treinamento seria realizado ontem no auditório do Hospital e Maternidade São Vicente de Paula, em Barbalha, com a participação de representantes das microrregiões de Juazeiro do Norte, Crato e Brejo Santo. No entanto, a secretária de Saúde do Crato, Nizete Tavares, recebeu um comunicado da Sesa informando que o treinamento foi adiado. A subsecretária, Aline da Franca Alencar, informou que está aguardando outro comunicado. Enquanto isso, segundo Aline, é realizado um trabalho educativo que foi iniciado durante a Expocrato. Em Iguatu ainda não há casos suspeitos da gripe A, segundo informações do secretário de Saúde, Joab Soares. Nos últimos cinco dias surgiram rumores de que um paciente teria apresentado sintoma da doença e estaria internado no Hospital Regional. "Estamos monitorando a situação e alguns casos especulados não apresentam vínculo epidemiológico. Temos de tratar esse assunto sem alarde. Já conversamos com os médicos e outros profissionais de saúde e sabemos que a doença vai chegar à nossa cidade". Em Sobral, onde quatro pacientes foram internados na Santa Casa de Misericórdia, com suspeita da gripe, três, entre eles o rapaz de Groaíras, já foram descartados. Conforme a coordenadora de Vigilância em Saúde de Sobral, Socorro Carneiro, esses estão completamente descartados. "Aguardamos apenas o resultado do exame de um estudante de Medicina, mas clinicamente o paciente não tem o síndrome gripal". Mais informações: Secretaria de Saúde de Quixadá (88) 3412.3245 Disque Influenza - Quixadá (88) 3414.4743
Fonte: Diário do Nordeste

Prefeitura de Iguatu divulga os classificados da seleção para agentes da educação 2009

A Secretaria da Educação no uso de suas atribuições legais, resolve informar a todos os classificados supra citados, que a partir do dia 03 de agosto fará a convocação por ordem de classificação. Vejam logo abaixo os niomes dos classificados:
Elizabeth de Araujo Cavalcante Maria Eliana Chaves Araújo Rosangela Pereira Bezerra Anezio Lopes Marçal Eliene Alves de Souza Laura Tavares Pinto Iracema Fernandes Silva Hilário Helena Alves de Sousa Maria José da Silva Gomes Lindete Garcia Fernandes da Silva Maria Conceição H. Araújo Antonia Zildenir Bertoldo de Souza Antonia Dulcicléia de Oliveira Antonia Maria de L. Araújo Otacília Alves Barreto Jose Clenilton de Araújo Maria Janete Chaves Jacinta Jorge da Silva Tereza Eugenia Feitosa Matos Bruna Raquel Teixeira de Sousa Maria Necy Costa Francisco Pereira de Lima Maria Dasdores de Araújo

Apreensão de motores de irrigação com procedência duvidosa em Orós

No dia de ontem, 28/07, por volta das 11:30 horas, polciais militares, pertencentes ao Destacamento PM de Orós/CE, receberam informações que na Vila dos Pescadores (açude de Orós) o Sr. Manoel Candido Leandro, vulgo “Nilo Cândido”, brasileiro, casado, comerciante, 56 anos, natural de Orós-Ce, residente no Sítio Casa Nova-Distrito de Palestina-Orós-Ce, encontrava-se vendendo motores de irrigação, de marca YANMAR.
A Polícia Militar, através de uma composição comandada pelo 1º Sgt PM SILVESTRE, e composta pelos policiais CB PM LIRA e o SD PM SOUSA, por meio de um veículo particular, dirigiu -se até o local e flagrou o mesmo, utilizando um veículo, marca/modelo Ford/1000FS, de placas HUM-0944, cor azul, ano/mod 94, chassi- 9BFBTNM3XRDB44803, transportando três motores; que o referido foi conduzido aquela Unidade Policial e, durante o percurso, informou aos PM´s que tinha mais 10(dez) motores na casa de uma amiga, e que um conhecido dele, chamado José Arleudo Bento Nogueira, brasileiro, casado, comerciante, 41 anos, natural de Orós-Ce, residente na rua 15 de novembro, nº 60, Centro, Orós/CE, também comprava motores; que o policiaimento averiguou a denúncia e constatou que, na garagem do José Arleudo, havia trinta e nove (39) motores da marca YANMAR; que os envolvidos e os motores apreendidos foram conduzidos para a Delegacia Regional de Polícia Civil de Icó, a fim de serem tomados as providências cabíveis para o fato.

Centro de Inclusão Produtiva de Orós oferece cursos profissionalizantes

Orós com mais ações sociais
Com o objetivo de capacitar e favorecer o ingresso de jovens e adultos no mercado de trabalho, a Prefeitura Municipal de Orós, por meio da Secretaria do Trabalho, Assistência Social e Economia Solidária (Setase), está oferecendo cursos profissionalizantes para a população. Os cursos ocorrem no Centro de Inclusão Produtiva Maria Zilá Garcia Dantas, inaugurado no início de 2009, e são destinados principalmente a pessoas inseridas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), do Governo Federal. “O Centro de Inclusão Produtiva Maria Zilá Garcia Dantas é uma conquista importante para Orós, pois ainda existe uma carência muito grande no nosso município de profissionais qualificados. Assim, esses cursos oferecem à população oportunidade de se capacitar e ter uma nova profissão, além de suprir a carência de bons profissionais do mercado de trabalho local”, afirma a prefeita de Orós, Fátima Maciel Bezerra. Segundo a secretária do trabalho, assistência social e economia solidária, Deise Barreto, a programação dos cursos é feita de acordo com a demanda da população e com as necessidades do mercado de trabalho. Os estudantes não têm nenhum custo para participarem dos cursos, uma vez que a contratação de instrutores, aquisição de materiais e outras despesas ficam a cargo da Prefeitura de Orós. O primeiro curso oferecido pelo Centro de Inclusão Produtiva de Orós foi o de Corte e Costura, encerrado no mês de julho. O curso teve carga horária de 240 horas/aula e capacitou 20 pessoas, que receberam certificados e uma nova oportunidade de conseguir emprego. Ao final do curso, os estudantes colocaram em prática os conhecimentos adquiridos nas aulas e confeccionaram roupas de cama e outras peças para o hospital municipal. “É gratificante ver como os alunos evoluíram ao longo do curso. Hoje eles confeccionam peças com um excelente acabamento e já estão formando a sua rede de clientes”, conta a coordenadora do Centro de Inclusão Produtiva, Gildásia Andrade da Silva. Novos cursos Em junho, o Centro de Inclusão Produtiva Maria Zilá Garcia Dantas iniciou a primeira turma do curso de Serigrafia, que tem carga horária de 60 horas/aula e capacitará 20 pessoas. De acordo com a secretária Deise Barreto, o curso de serigrafia irá suprir uma lacuna no mercado e atender à demanda local, pois, atualmente, Orós possui apenas um profissional dessa área. O curso tem despertado o interesse de jovens e adultos oroenses, que já vislumbram um futuro melhor por meio da capacitação. “Estou gostando muito do curso. Espero trabalhar com serigrafia, conseguir ampliar meu negócio, minha renda familiar e dar emprego para outras pessoas”, afirma a comerciante Luciana Gomes, uma das alunas do curso de serigrafia. Outro curso iniciado no mês de junho foi o de construção, que possui os seguintes módulos: pedreiro, eletricista e pintor. Cada módulo tem 60 horas/aula, totalizando 180 horas/aula. O curso capacitará cerca de 50 pessoas, entre os cadastrados no CadÚnico e servidores da Prefeitura, que também estão sendo capacitados a fim de descentralizar a realização de pequenos consertos nas secretarias do governo municipal. Os instrutores possuem qualificação para ministrarem os cursos e são contratados por uma empresa terceirizada, que venceu a licitação da Prefeitura de Orós para realizar os cursos. Conforme a coordenadora do Centro de Inclusão Produtiva, Gildásia Silva, a programação de cursos para o próximo semestre está sendo elaborada e em breve será divulgada para a população.

Furtaram um carneiro e se deram mal em Milhã

No dia de ontem, 28/07, por volta das 23h, no Sítio Pedra Verde, à distância de 25km daquela cidade , EDCARLOS LEMOS COSTA, 27 anos, natural de Solonópole-CE, Agricultor, solteiro, residente no Distrito Ipueiras – em Milhã, filho ; e um menor de 17 anos natural de Solonópole-CE, ambos numa motocicleta Honda CG 125 Titan, 2002, vermelha, sem placa, furtaram um carneiro, mataram-no e venderam no centro de milhã. O animal era de propriedade da vítima, NEURISVAN DO NASCIMENTO SOUZA, 31 anos, natural de Solonópole-CE, solteiro, Agricultor, residente no Sítio Pedra Verde, filho de Fco Assis de Souza e Nelita Costa do Nascimento. PMs daquele destacamento prenderam o maior de idade e apreenderam o menor; em seguida, conduziram-no à DRPC de Senador Pompeu-CE onde foram feitos os procedimentos.

Prisão por porte ilegal de arma em Quixadá

Por volta das 00:05 hs de hoje,29/07,o Sr. Adriano Ferreira de Sousa,32 anos,agricultor,natural de Quixadá,solteiro,campo novo foi detido por PPMM da MP 463(CB EVILÁSIO E SD ROBSON),por se encontrar na av. Presidente Vargas,próximo ao merc. Talvanes, portando uma FACA.Foi acionada a VTR 1412(SGT SALDANHA – CB MARLOS E CB DEUSEDEDITH),que conduziu o mesmo a DRPC para fazer o procedimento legal.

Estabelecimento comercial é furtado em Quixadá

No dia de ontem, 28/07, por volta das 11hs:30min, na rua Rodrigues Junior, 1060 – Centro, na loja e oficina de veículos “NEW CAR”, de propriedade de LUIZA MARIA LIMA ALMEIDA, 28 anos, casada, natural de Quixadá, comerciante, foi furtada por um individuo desconhecido, sendo subtraído dali UM ALARME PARA AUTOMÓVEL E UM APARELHO DE CD, da marca PIONEER, o furto notado apenas momentos depois, através das câmeras de segurança, foi então comunicado a PM. O grupamento Raio composto pelos PPMM CB MARCIO – CB OLAVO - SD REGIAN – SD RONILDO - SD EDNELTO – SD SABINO -SD CARVALHO, tomando conhecimento do fato compareceu ao local, adotando todas as medidas legais, e diligenciaram com intuito de prender o acusado.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails