quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Dr° Nélson Benevides fala sobre o adiamento da audiência onde seriam ouvidas testemunhas de defesa do Cap. Daniel

Este áudio foi cedido pelo nosso amigo o radialista Pinheirinho que apresenta o Plantão Policial na Rádio Liberdade AM, nesta entrevista o pai das vítimas, Marcelo e Leonardo Moreno fala da sua decepção por testestemunhas que não estavam no local do crime estarem realizando depoimentos de defesa ao Capitão Daniel, escute o áudio clicando aqui.

Testemunhas de defesa do Capitão Daniel não comparecem à audiência

A audiência onde seriam ouvidas as testemunhas de defesa do Capitão Daniel não aconteceu, motivo, as mesmas não compareceram ao Fórum de Iguatu, o Cabo da Polícia Militar Horácio Carlos de Almeida que encontra-se em tratamento psiquiátrico e psicológico e o Cabo da PM Antônio Cleudo da Silva Sena que apresentou ao Comando da PM atestado médico de 03 dias,o Doutor Nelson Benevides Teixeira, pai de Marcelo e Leonardo Moreno Teixeira, afirmou ser” um desrespeito à justiça e ao povo do Ceará, colocar duas testemunhas de defesa, que não estiveram no local, é um desrespeito à cidadania” disse o mesmo. O Capitão Daniel chegou ao Fórum de Iguatu às 14hs escoltado por 11 policiais da Polícia Militar, o juiz da primeira vara da comarca de Iguatu, Wotton Ricardo, definiu a data de 19 de fevereiro de 2008 para ouvir as duas testemunhas de defesa. Para quem quiser ouvir a entrevista completa com o Drº Nelson Benevides que foi realizada pelo repórter Lindomar Rodrigues, basta apenas clicar aqui.

Projeto prevê punição para promotores de eventos que não venderem a meia-entrada em Iguatu.

"agora a punição irá acontecer para quem não respeitar a lei 107/90", Laelton Alencar

Na próxima quinta-feira os vereadores iguatuenses deverão aprovar uma emenda aditiva à Lei Municipal nº 107/90 que determina punição para promotores de eventos, que não estiverem vendendo ao público ingressos com 50% de desconto, atualmente a lei obriga a venda, mas não pune o Chefe de Núcleo de Projetos e Eventos da Secretaria de Educação, Laelton Alencar afirma que “muitas casas de eventos, circos, parques e promotores de eventos não cumprem a lei municipal 107/90, que obriga a venda antecipada de ingressos com 50% de desconto para estudantes, mas que não são punidos com a aprovação da emenda isto muda” afirmou Laelton. O vereador Ednaldo Lavor estará apresentando nesta quinta-feira a proposta que deverá ser aprovada pelos vereadores, leiam logo abaixo na íntegra a emenda:

Dispõe sobre emenda aditiva à Lei Municipal nº 107/90 e adota outras providências.

Art.5º Os novos alvarás de funcionamento e as licenças de liberação de eventos público ou privado, culturais, esportivos, festivos, cívicos, cinematográfico, circenses, casas de diversão e clubes recreativos, só serão concedidos pela Prefeitura Municipal de Iguatu mediante o cumprimento da Lei Municipal 107/90.

§ 1º Os promotores de eventos e proprietários de casas de diversão e clubes recreativos deverão assinar um termo firmando o cumprimento desta lei.

Art.6º O descumprimento desta lei obrigará o infrator a pagar a entidade denunciante uma multa de 2.000(dois mil) UFIRM´S. E o órgão competente pela liberação de alvarás ou licenças para eventos públicos ou privados aplicará a pena de 01(um) ano da suspensão das atividades.

Câmara de Vereadores recebeu mototaxistas

Presidente Aderilo Filho teve que intervir várias vezes para acalmar os ânimos

Na sessão desta terça-feira vários mototaxistas estiveram presentes na Câmara Municipal de Iguatu, onde realizaram um protesto contra ações excessivas do DEMUTRAN, nesta sessão estiveram presentes além dos vereadores o presidente do DEMUTRAN, Jackson Barbosa que ouviu atentamente as cobranças dos mototaxistas, os vereadores acompanharam atentamente toda a movimentação e em seguida falaram sobre o assunto, o vereador Ednaldo Lavor destacou que “o DEMUTRAN está virando uma secretaria, para que corrija alguns erros que existem, hoje temos agentes qualificados, mas também temos pessoas sem condições de atuar” afirmou o vereador. Durante a sessão várias vezes o presidente da casa, o vereador Aderilo Filho teve que interferir para a ordem no local, pois vários mototaxistas não respeitavam a fala dos vereadores, o diretor do DEMUTRAN, Jackson Barbosa afirmou que “o trânsito em Iguatu nunca foi educado e quando a administração atual define que a educação do trânsito deve chegar a Iguatu, àqueles que não querem seguir o código serão punidos” Jackson destacou um exemplo” todos aqui ouviram reclamações de pessoas que querem dirigir sem carteira de habilitação, como poderemos aceitar isso, quero apenas lembrar que somos fiscalizados pelo Ministério Público e que em qualquer parte do Brasil e do mundo, pilotar sem habilitação é proibido” afirmou.

Mototaxistas buscaram seus direitos mas sem organização

O presidente da casa Aderilo Filho falou sobre o assunto “se houver excessos do DEMUTRAN, iremos investigar e punir, mas os mototaxistas devem se organizar para buscar seus direitos o que observamos aqui foi um grupo de pessoas que não possuem organização na busca disso” afirmou o presidente da Câmara Municipal de Iguatu, uma nova sessão será marcada e pelo jeito este tema deverá render bastante.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails