segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Mudança no comando da PM de Iguatu e de vários batalhões do Ceará

Com exclusividade o site Iguatu.net coloca à disposição dos internautas os nomes dos militares que irão comandar os batalhões da PM no Ceará. A decisão foi tomada na última sexta-feira e será anunciada nos próximos dias pela Secretaria de Segurança do Ceará.

Em Iguatu teremos uma nova mudança no comando, sai o Ten. Coronel Edivar Rocha que irá comandar a 2ª Companhia do 1º Batalhão Policial Militar de Quixadá, para a entrada do Tenente-Coronel PM José Jarbas Aguiar Freire o mesmo estava à frente da 2ª Companhia de Policiamento de Guarda.

Outra mudança que chamou a atenção foi a saída do Tenente Coronel PM Antônio Gomes Filho que estava à frente do 2º Batalhão Policial Militar de Juazeiro do Norte e no seu lugar foi escalado o Tenente-Coronel PM Francisco de Assis Paiva que estava lotado no 5º Batalhão Policial Militar em Fortaleza.

Um nome bastante conhecido de Iguatu, o Tenente-Coronel PM Edder Sidney Paiva Vieira de Moraes, assume o comando do 1º Batalhão Policial Militar em Russas, substituindo o Tenente Coronel PM Hervano Macedo Júnior.

Assume as funções do cargo de Comandante do 4º Batalhão Policial Militar de Canindé , o Tenente-Coronel PM Erik Oliveira Onofre e Silva, substituindo o Tenente Coronel PM Carlos Eduardo Arruda que fica á disposição do Comando de Policiamento do Interior.

Assume as funções do cargo de Comandante do 5º Batalhão Policial Militar em Fortaleza, o Tenente-Coronel PM Oscar Barroso Pimentel .

Assume o comando Comandante do 7º Batalhão Policial Militar de Crateús, o Tenente-Coronel PM Flares Luiz Braga Ferreira. Substituindo o Tenente-Coronel PM Sérgio Rodrigues de Paiva que fica á disposição do Comando de Policiamento do Interior.

E assume as funções do cargo de comando da 2ª Companhia de Policiamento de Guarda, o Maj PM Marcelo Praciano de Castro.

Estes são os novos nomes que terão a responsabilidade de levar a segurança para a população nas ruas da cidades do Ceará.

Entramos em contato com representantes da PM do Ceará que não confirmaram a informação e apenas no dia 1 de fevereiro é que os nomes dos comandantes serão anunciados pela Secretaria de Segurança do Ceará.

ÁUDIO: Meteorologista da FUNCEME confirma 82 mm de chuvas em Iguatu

Meteorologista confirma 82 mm de chuva em Iguatu

Tarde com temperaturas afáveis, noite com céu nublado e madrugada de muita chuva, foi assim que se iniciou a última semana de Janeiro.

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou precipitação em 129 municípios, tendo na cidade de Pacuja, na Região da Ibiapaba, o maior registro, com 137 milímetros.

Em Iguatu, os pluviômetros registraram 82 mm, sendo a maior chuva deste ano no município. Segundo o meteorologista Paulo Barbieri, a previsão para os próximos dias é de céu nublado e pancadas de chuvas em grande parte do estado.

O meteorologista também nos informou em entrevista cedida com exclusividade para o site Iguatu.Net que os registros das precipitações até o momento no estado do Ceará, já ultrapassam as marcas de todo o ano passado em alguns municípios, como é o caso de Fortaleza registrando mais de 400 mm.

Outros números pluviométricos:
Acopiara registrou 58 mm; Quixêlo 60 mm; Icó 80 mm; Cedro 81 mm e Lavras da Mangabeira 91 mm.

Confira o áudio da entrevista cedida pelo meteorologista Paulo Barbieri:

Lombada eletrônica é instalada na Avenida Perimetral

Nos últimos dias, Iguatu foi palco de vários acidentes de trânsito, fato que trouxe preocupação a população Iguatuense que passou a cobrar um providencia imediata do poder público.


O Governo do Estado, através do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), está instalando uma lombada eletrônica na Avenida Perimetral. O foto sensor eletrônico está localizado em frente à escola de ensino fundamental João Paulino de Araújo.

Além dos inúmeros acidentes presenciados nesta avenida, pedestres e pais de alunos que estudam na instituição de ensino já vinha reivindicando a instalação da lombada eletrônica, pois para terem acessos à escola precisam atravessar a avenida, correndo riscos de muitas vezes serem atropelados pelos veículos que transitam com velocidade excessiva.

O prazo para funcionamento da lombada eletrônica é de 15 dias.


Veja o vídeo a seguir:

Produtor vira exemplo ao investir no cultivo de coco em Iguatu

Resultados obtidos na localidade de Barro Alto estão inspirando outros produtores a investir na plantação de coco


Iguatu. Depois da goiaba e da uva, a produção de coco vem despertando a atenção dos produtores rurais deste Município. O fruto oferece boa rentabilidade e a demanda é crescente. Na localidade de Barro Alto, nas várzeas do Rio Jaguaribe, uma área de 10 hectares implantada há quatro anos pelo produtor Manoel Bezerra Bastos Neto, mais conhecido por Neto Bastos, serve de modelo e incentivo para outros agricultores.

Do total cultivado, três hectares e meio estão em produção. A colheita atual é de quase 8 mil frutos por semana. Todas as segundas-feiras um caminhão é carregado e o produto é comercializado para a empresa Amacoco, instalada na cidade de Petrolina, no Estado de Pernambuco. Lá o fruto é industrializado e envasado para exportação e venda no mercado nacional.

A empresa pernambucana paga R$ 0,85 por litro de água de coco. Na média, cada coco é vendido por R$ 0,40, o que representa um faturamento mensal em torno de R$ 12 mil. O custo médio para produzir a unidade da fruta é de R$ 0,07. “Estou muito satisfeito e acertei em um produto que tem uma demanda crescente. O mercado atual é favorável”.

A meta do produtor Neto Bastos é triplicar a produção até 2013. “Vamos colher oito mil frutos um dia e outro não”, disse. A partir do terceiro ano, o pé de coco já começa a produzir, mas a estabilidade ocorre entre cinco e seis anos. Nos próximos dois anos, a área total de 10 hectares estará produzindo.

A ideia de Neto Bastos é ampliar o coqueiral. “Vou erradicar oito hectares de banana, ainda este ano. A rentabilidade do coco é três vezes maior”. Para cada hectare implantado de coco, há um investimento de R$ 6 mil com o sistema de irrigação localizado.

Cada pé exige 200 litros de água por dia. “Utilizo o sistema de dupla tarifa, que me dá uma economia significativa no consumo de energia. A conta no fim do mês oscila em torno de R$ 1,1 mil, incluindo a irrigação de cinco hectares de banana.

Plantio consorciado

Neto Bastos optou pelo plantio com espaçamento de sete por sete metros em triângulo. No início, faz o consórcio com culturas de ciclo rápido, como a macaxeira e abóbora. A renda obtida com esses produtos já é suficiente para pagar o custo de aquisição e implantação do sistema de irrigação. Na última safra, o produtor colheu 40 toneladas de macaxeira, cujo quilo é vendido por R$ 0,60.

Depois, o coqueiral convive com a criação de ovinos. Os animais fazem a capina natural, sem deixar o mato invadir a área. Palhas, ramos e galhos ficam no solo para decomposição orgânica. “Fiz correção de solo e acompanho a qualidade da água usada na irrigação”.

O produtor preferiu manter o contrato de com a empresa industrial, embora receba um valor abaixo da oferta de atravessadores. “É melhor manter um contrato e um preço acertado do que ficar nas mãos de atravessador que hoje pagam um valor e amanhã modificam”.

O apoio dado pela Secretaria de Agricultura de Iguatu não foi esquecido pelo produtor, que destacou o papel do secretário Valdeci Ferreira. “O esforço dele é para ampliar a produção de fruticultura no Município, mas cada produtor precisa fazer a sua parte. Seguir as orientações técnicas é o melhor caminho”.

A decisão de produzir coco foi tomada depois que o produtor Neto Bastos assistiu a uma reportagem do programa Globo Rural, na TV Globo. “O repórter falou sobre o aumento do consumo de água de coco no Brasil, a demanda crescente e a quantidade reduzida do fruto para atender essa tendência de mercado que permanece em alta. Fiz outras pesquisas e comprovei que o quadro era favorável”.

Em face do sucesso obtido pela lavoura de coco na unidade produtiva no sítio Barro Alto, a Secretaria de Agricultura do Município está incentivando outros produtores a seguir o mesmo caminho. A área em produção passou a ser uma espécie de sala de aula demonstrativa das técnicas de plantio, preparo de solo, sistema de irrigação e de colheita. Quase todas as semanas, produtores da região visitam a propriedade, interessados em informações sobre investimento e rentabilidade.

“Fico satisfeito quando recebo uma pessoa interessada em produzir, dou todas as informações e mostro que o mercado precisa cada vez mais do fruto”, disse Neto Bastos. O secretário de Agricultura, Valdeci Ferreira, disse que o experimento do Barro Alto hoje está consolidado e serve de modelo para outros agricultores. “O nosso esforço é para expandir a área de fruteiras no Município”.

Enquete

Vantagens do coco

“Estou satisfeito com o plantio de coco e acho que acertei em cheio com uma fruteira que dá alta rentabilidade”

Neto Bastos

Produtor rural de coco

“O nosso esforço é para ampliar as áreas de fruticultura no Município ampliando a renda no campo”

Valdeci Ferreira

Secretário de Agricultura de Iguatu

MAIS INFORMAÇÕES

Secretaria de Agricultura de Iguatu/ Rua José de Alencar, S/N, Bairro Bugi/ Telefone: (88) 3581. 6527

Neto Bastos: (88) 8835.6601

POTENCIAL

Iguatu substitui sequeiro pela fruta

Com assistência técnica e implantação de tecnologias, fruticultura vem despertando maior interesse nos produtores

Iguatu. Na última década, Iguatu vem assistindo ao crescimento das áreas de fruticultura, em substituição às culturas de sequeiro. A paisagem do sertão está mudando. O número ainda é reduzido, mas a cada ano aumenta a quantidade de pequenos produtores interessados em plantar frutas, interessados em ampliar a renda familiar.


De acordo com estimativa da Associação dos Fruticultores Iguatuenses, o Município possui o maior número de produtores de banana do Estado, com 300 agricultores que cultivam 400 hectares. Mas é o terceiro em produção. “A nossa característica é de pequenas áreas, típicas da agricultura familiar”, observa o secretário de Agricultura, Valdeci Ferreira.

A associação foi criada há três anos e trabalha para melhorar a produtividade, implantar novas técnicas de irrigação e comercializar os frutos, sem a interferência de atravessadores. A bananicultura tem tradição e a maior parte do plantio está localizada nos sítios Cardoso, Quixoá, Gadelha e Penha, no entorno do Rio Jaguaribe.

O secretário destacou o potencial produtivo do Município. “A partir da adequada assistência técnica e de implantação de novas tecnologias, a produção local vai crescer e o custo de produção pode ser reduzido”.

A produtividade média da banana nanica por hectare em um ano é de 30 toneladas. É uma quantidade reduzida. A variedade Grande Naine produz na primeira safra 60 toneladas por hectare/ano e na segunda estabiliza em 80 toneladas. “Temos potencial e conhecemos a tecnologia”, frisou o produtor Murilo Barroso. O lucro estimado por hectare de banana é de 40%.

O crescimento da demanda e o preço favorável também estão incentivando produtores a produzir goiaba irrigada. A fruta caiu no gosto dos agricultores e dos consumidores. A produção local sequer atende o mercado regional e a perspectiva é de aumento das áreas de plantio nos próximos dois anos.

Iguatu tem seis hectares implantados e uma produtividade média de 20 mil kg por hectare. A cultura tem produção crescente até o quarto ano, quando ocorre a estabilização. No primeiro ano, produz de cinco a sete toneladas por hectare, no segundo chega a 15 toneladas e no terceiro, a 25 toneladas. No quarto ano, alcança de 40 a 50 toneladas.

Iguatu se destaca ainda como o maior produtor de uva do Centro-Sul. São seis hectares implantados e uma produtividade média de 20 toneladas por hectare, de acordo com a Secretaria de Agricultura. As unidades foram implantadas há cinco anos, após mobilização junto aos produtores rurais. A ideia era atrair um maior número de pessoas dispostas a cultivar videira em face da possibilidade de maior lucro em relação às outras fruteiras e de um amplo mercado consumidor no Estado.

Quatro produtores apostaram no cultivo. Dois deles, José Dantas e Francisco de Souza, estão produzindo com regularidade e satisfeitos com os resultados. Segundo os técnicos, um dos principais empecilhos é o elevado custo de implantação do parreiral, superior às tradicionais fruteiras. O ciclo produtivo é de quatro meses, com duas safras e meia por ano.

Fonte: Diário do Nordeste

Cruz: sete homens são presos quando se preparavam para vingar um homicídio

Eles pretendia matar o homem conhecido por Lino, suposto autor do crime que motivou o desejo de vingança


Policiais militares prenderam sete homens, em Cruz, no Litoral Oeste, que estavam se preparando para vingar um crime de morte. A prisão do grupo foi efetuada na localidade de Preá, neste domingo (23). Todos os acusados portavam armas de fogo e estavam com muita munição.

O homem que o grupo pretendia matar é conhecido pelo apelido de Lino, que seria o autor do crime de morte que motivou o desejo de vingança. Os presos são Vandemberg Silva dos Santos, Raimundo Michel Gomes da Silva, Renato Rodrigues da Silva, Léo Gomes de Souza, Pedro Santos Gomes da Silva, Felipe farias dos Santos e Edmilson Moreira de Souza.

Eles foram levados à Delegacia Regional de Acaraú, onde o auto de prisão em flagrante foi lavrado.

Jangadeiro Online

Menor de 16 anos é esfaqueado em Quixelô

Neste domingo, 23, por volta das 21h, a Polícia Militar foi informada a respeito de uma lesão corporal à faca.


A Polícia Militar composta pelos policiais CB Fernandes, SD Francinildo e SD Mauricio, deslocaram-se até o local e constataram que a vítima um menor de 16 anos, sofreu uma perfuração no estômago, sendo encaminhado para o hospital local , e em seguida para o Hospital Regional de Iguatu.

Segundo informações, a lesão ocorreu após uma discussão entre vítima e agressor, que logo em seguida se evadiu do local, não sendo até o momento identificado.

Legislativo do CE não existe, dizem analistas

André Haguete classifica como “anomalia” a força do Executivo em torno do Legislativo cearense


Propostas como criação de cargos e sobre licenciamento ambiental não tiveram maiores debates na AL

Para cientistas políticos das Universidades Federal e Estadual do Ceará (UFC e Uece), André Haguete e Regina Serqueira, o legislativo do Ceará não existe. Tal avaliação dos professores procurados pela reportagem do Diário do Nordeste se dá em função da análise que eles fazem da situação atual da representatividade do Executivo junto do Legislativo, citando como exemplo a convocação extraordinária do governador Cid Gomes (PSB) à Assembleia Legislativa para votação de 32 propostas do Governo do Estado, todas aprovadas sem maiores discussões.

Entre as propostas, figuraram criação de algumas secretarias, medidas polêmicas como a dispensa de licenciamento ambiental para algumas obras e a criação de cargos de assessores com poder de secretários.

Para o sociólogo André Haguete , a combatividade e oposição, que deveriam ser as marcas de uma Assembleia viva não existe na Legislatura cearense. “Não existe mais Poder Legislativo no Ceará e isso faz um bom tempo. Essa anomalia já acontecia no primeiro mandato do governador Cid e agora no segundo piorou. Isso é alarmante quando se tem apenas um deputado de oposição”, aponta.

Para os pesquisadores, a principal falha que isso pode causar para a sociedade é o enfraquecimento da democracia, uma vez que o ato de fiscalizar, acompanhar e cobrar do poder Executivo, não existe, e, quando ocorre, é de uma maneira tímida e, muitas das vezes, omissa.

“Um governo sem oposição é quase uma ditadura, porque não tem um contraditório necessário para que se haja a governança. O Cid, inclusive, disse que isso é bom para o povo e eu até acredito que seja, pois há várias maneiras de se fazer o bem para o povo. Mas é complicado quando se tem apenas uma cabeça pensante”, analisa.

A falta de uma terceira via e também do discurso entre os formadores de opinião é uma das possíveis causas das “vozes perdidas” e do “debate morto”, conforme posicionamento da professora de ciências políticas da Uece, Regina Serqueira.

Ausência

Para Serqueira, quando o Executivo funciona em um regime quase imperial a democracia perde, pois o Governo pensa, age, articula e executa. Isso tudo com a ausência de uma oposição forte no Legislativo.

“A oposição é muito importante para que se tenha um debate. O Legislativo é uma via, que a meu ver está quase que totalmente de braços atados. É preciso um exercício muito profundo de Filosofia para que se possa mudar essa situação, pois a sociedade sofre e a Democracia só tende a perder com um governo que usa a ferramenta de poder que une tudo, causando assim, a letra morta, a fala morta”, lamenta a professora.

Os professores analisam ainda que a criação de um super bloco que tem o apoio de quase todas as bancadas para garantir a governabilidade a todo custo é prejudicial, pode ampliar atos de corrupção, pois, segundo André Haguete, o Executivo teria de agradar a gregos e troianos. “O jogo democrático foi criado necessitando de oposição. Em um governo sem oposição, não existe possibilidade de isso ser positivo para a sociedade, que fica enfraquecida”, diz.


Fonte: Diário do Nordeste

Criança de 8 anos morre após ser atropelada por condutor embriagado em Saboeiro


Na noite deste domingo, 23, por volta das 20h30 a Polícia Militar tomou conhecimento a respeito de um acidente de trânsito, no Distrito de Flamengo, 43 km de Saboeiro.

A Polícia Militar composta pelos policiais, CB Almeida, SD Alves e SD Dos Anjos, compareceram na localidade citada, e constataram que foram vítimas de acidente de trânsito: Francisco Wanderson de Souza, de 8 anos, o mesmo foi socorrido ao o Hospital de Acopiara, mas não resistiu e veio a óbito, Cícera da Conceição Silva, de 30 anos, quebrou o braço, e teve algumas escoriações; Antonia Edione de Souza, de 28 anos, sofreu forte pancada nas pernas; Luiz Fernandes de Souza, 1 ano e 7 meses, teve sua perna esquerda quebrada.

Segundo informações, o acusado Cícero Noberto Rodrigues Teixeira, de 32 anos, apresentado indícios de estar embriagado, conduzia seu veículo GOL, cor branca, de placa HVH 1514, quando veio a atropelar as vítimas; o acusado foi detido e conduzido juntamente com o seu veículo para o Destacamento Policial, onde aguarda para serem feitos os procedimentos.


Fonte: http://www.iguatu.net/

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails