sexta-feira, 5 de novembro de 2010

URCA recebe últimas inscrições para o Processo Seletivo 2011/1

Termina nesta sexta-feira, 05, o prazo de inscrições para o Processo Seletivo Unificado 2011/1 da Universidade Regional do Cariri (URCA), no Ceará. São oferecidas 1.145 vagas, em 17 opções de cursos, distríbuidas entre os campi de Crato, Barbalha, Campos Sales, Iguatu e Juazeiro do Norte. O cadastro pode ser feito pela internet ou de forma presencial, nos postos de atendimento listados na página 5 do Edital. 
A taxa de expediente custa R$ 100, mas os contemplados pelo desconto parcial (veja aqui) pagam a metade do valor. O candidato deve datar e assinar o formulário e nele colar duas fotografias 2x2, recentes e datadas a partir de 2008, nos espaços reservados para tal fim. é preciso anexar à ficha de inscrição, o comprovante de pagamento original e cópias da Carteira de Identidade, CPF e comprovante de Conclusão do Ensino Médio. 
A documentação deve ser postada no Correio, via SEDEX, até o dia 08 de novembro, endereçada à Comissão Executiva do Vestibular: Rua Teófilo Siqueira, nº 684 CEP: 63.100-010 Crato/CE O candidato também poderá entregar toda documentação pessoalmente na CEV. Provas O Vestibular 2011/1 será realizado nos dias 09 e 10 de janeiro de 2011. No primeiro dia, os candidatos respondem uma prova objetiva com 75 questões de biologia, física, geografia, história e química. O certame é encerrado com 45 perguntas das disciplinas português, literatura, língua estrangeira e matemática, além de uma prova de redação. Em ambos os dias as provas iniciam às 8h10 e terminam às 12h40. Os cartões de inscrição contendo os locais de prova serão entregues, pessoalmente, entre os dias 03 e 08 de janeiro. O resultado será divulgado em 21 de janeiro de 2011, aqui no site.


Fonte: Brasil Escola

PSB quer diálogo com partidos de oposição

O presidente nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, afirmou nesta quinta-feira (4) que o PSB quer ajudar no diálogo entre o governo de Dilma Rousseff e a oposição. Campos esteve reunido com parlamentares eleitos e releitos do partido, em Brasília.
"O PSB deve e vai contribuir para que a gente possa descongestionar a área do debate político, possa dar sequência ao que Dilma falou já no domingo (31), de estender as mãos aos adversários, desmontar os palanques e poder contribuir para o diálogo na vida brasileira", disse.

Morto três vezes, o PSDB procura um projeto de vida

Por Josias de Souza
Levado à cova uma trinca de vezes –2002, 2006 e 2010— o PSDB tornou-se uma legenda à procura de um projeto de vida.

FHC e Sérgio Guerra, presidente de honra e presidente executivo do partido, desejam antecipar a escolha do nome do próximo presidenciável tucano.

Em vez de aguardar até 2014, o candidato seria lançado em 2012, com dois anos de antecedência.

Espécie de bola da vez da legenda, Aécio Neves, grão-duque do tucanato mineiro, acha que o nome é relevante, mas enxerga uma prioridade mais urgente.

"Antes de ter um nome, temos que ter um projeto. Não podemos deixar novamente para o início do processo eleitoral a difusão das nossas ideias e propostas".

Um observador incauto poderia perguntar: Quer dizer que, se José Serra houvesse prevalecido sobre Dilma Rousseff, o PSDB iria ao governo sem projeto?

Eis uma das muitas razões que produziram a derrota de Serra: o tucanato não conseguiu pôr de pé uma proposta alternativa de país. Foi às urnas sem discurso.

Não se diga, contudo, que a campanha presidencial do PSDB foi inútil. Hoje, todo mundo sabe que Serra acredita em Deus e é contra o aborto.

Ivo Gomes diz que política de Luizianne Lins é de bodega

A eleição da nova mesa diretora da Câmara Municipal de Fortaleza acontece apenas em dezembro, mas o assunto virou polêmica, nesta quinta-feira (4), na Assembleia Legislativa (AL).

O deputado Ivo Gomes fez duras críticas a interferência da prefeita Luizianne Lins, no processo sucessório da câmara.

Para ele, a prefeita está motivada mais pelo ódio do que por conveniência política.

Ivo lembrou que Luizianne teve que amargar a vitória do atual presidente Salmito Filho, do próprio partido dela, o PT, no ano passado. À época ela foi contra a candidatura do colega de partido.

Mais polêmicas

O deputado reeleito avaliou o apoio de Luizianne Lins à candidatura do vereador Acrísio Sena, também do PT, como política de bodega.

As declarações do parlamentar foram dadas depois que a prefeita de Fortaleza se reuniu nesta quarta-feira (4) com Acrísio e vários vereadores que declararam apoio à candidatura do petista à mesa diretora da câmara.

Verdes Mares

Iguatu comemora os 100 anos da sua Estação Ferroviária


Funcionários da Transnordestina, autoridades e populares na comemoração do centenário da Estação Ferroviária

Fonte: www.iguatu.net

Nesta manhã de sexta-feira, 05, foi comemorado o centenário da Estação Ferroviária de Iguatu. A Prefeitura Municipal realizou um encontro com todos os funcionários da Transnordestina e após uma cerimônia foi servido para convidados e vários populares um café da manhã.
A solenidade foi marcada pela saudade e esperança da reativação do local. Em discurso para os presentes o Secretário Joab Soares, falou sobre a homenagem, “a chegada da ferrovia foi um acontecimento histórico que mudou definitivamente o destino da nossa cidade, que passou a ser uma das maiores do Interior do Ceará. Provocou profundas transformações no cenário urbano, nos hábitos de vida e nos aproximou da Capital. Com ela, chegaram as empresas e a melhoria nas comunicações. Sem dúvidas foi a mola propulsora para o desenvolvimento de Iguatu. E os atuais funcionários que atuam neste setor representam todos os que passaram e trabalharam pelo crescimento da nossa cidade” afirmou.
Em seguida o presidente da Câmara Municipal de Iguatu, Ednaldo Lavor, destacou que o passado e o futuro estavam unidos naquele momento, “ quando conhecemos o passado, entendemos o presente e criamos uma expectativa do futuro. Onde com a chegada da Transnordestina em Iguatu será um novo patamar de desenvolvimento para a nossa cidade. E tudo começou aqui há 100 anos. Esta é uma data para se comemorar e lembrarmos sempre de todos que passaram por este local, pois contribuíram para que tivéssemos a possibilidade de ter uma vida melhor no presente” finalizou.
Um momento emocionante da solenidade foi o discurso da Secretária de Assistência e Ação Social, Célia Freitas, “ me emociono com tudo isto, pois são 100 anos de uma história que deveria ser mais bela, infelizmente governantes deste país ainda não souberam valorizar a força do sistema ferroviário, observamos que em outros países tudo é diferente, pois é um meio de transporte menos poluente, mais seguro e mais barato. Esperamos que tudo isto possa mudar. Mas para o nosso município relembrar os 100 anos de fundação da nossa estação ferroviária é voltar a um tempo onde o romantismo da época de poder viajar em um trem era algo maravilhoso e inesquecível. Temos a certeza que com a força de Agenor Neto e com seus projetos vamos ter esses momentos novamente” destacou Célia Freitas.
Para o prefeito Agenor Neto, as ferrovias ainda são o futuro do nosso Brasil e também de Iguatu, “ após 100 anos, este é um local que ainda representa a esperança de dias melhores para o nosso povo. Foi por estes trilhos que chegou o desenvolvimento e serão por eles que ainda iremos escrever a história de desenvolvimento do nosso município. Temos um projeto de reativação do sistema ferroviário em Iguatu. A Transnordestina será utilizada em outra linha férrea e esta que passa pela sede de Iguatu vamos lutar para que seja mais um ponto de transporte da população, do Alencar a Suassurana, vamos colocar trens que façam o transporte da população no dia a dia e nos períodos de eventos e nos finais de semana quem sabe de turistas que visitem a nossa terra. Fica aqui em nome dos atuais funcionários da Transnordestina os parabéns pelo belo trabalho realizado à frente da entidade e os nossos agradecimentos por estes 100 anos de luta pelo progresso de Iguatu” afirmou Agenor Neto.
O Historiador Wilson Lima Verde, contou um pouco da história da Estação Ferroviária. E no final, todos os funcionários, autoridades e populares participaram de uma sessão fotográfica onde as imagens ficarão sendo utilizadas no Museu da Imagem e do Som de Iguatu.

Vejam o vídeo da comemoração:

Lula assina decreto que divide responsabilidade do ensino no campo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou nesta quinta-feira (4) um decreto que institui a responsabilidade compartilhada quanto à oferta de educação em áreas rurais, da creche à universidade, entre municípios, estados e o governo federal. As medidas previstas no decreto regulamentam o Programa Nacional de Educação e Reforma Agrária (Pronera), que tem a finalidade de ampliar o nível de escolarização dos trabalhadores rurais assentados.
De acordo com o documento, caberá ao Executivo a responsabilidade de criar e implementar mecanismos que assegurem o desenvolvimento do ensino no campo.O objetivo é reduzir o analfabetismo de jovens e adultos e compensar a defasagem de acesso dos moradores de áreas rurais à educação. Entre as medidas previstas de serem implementadas pelo governo federal está integrar a qualificação educacional e profissional da população do campo, além de garantir energia elétrica, água potável e saneamento básico para as escolas.
Também estão previstas iniciativas de inclusão digital, com acesso a computadores e conexão à internet nas redes de ensino que funcionam em áreas rurais. O decreto prevê ainda a exigência de adequar o calendário escolar com as particularidades das atividades regionais e dos ciclos produtivos. Foi instituída ainda, por meio do decreto, a chamada “pedagogia da alternância”, que combina atividades intensivas na sala de aula com práticas na propriedade.
Segundo o Ministério da Educação (MEC), para que estados e municípios recebam assistência técnica e as transferências voluntárias de recursos do governo federal, os dirigentes locais deverão incluir ações de educação no campo em seus planos estaduais e municipais de educação. Ainda de acordo com o MEC, todos os planos educacionais devem ser feitos com base no Plano Nacional de Educação (PNE). O PNE será encaminhado ao Congresso Nacional pelo governo federal com as metas educacionais brasileiras para o período de 2011 a 2020.

G1

Lula vai negociar reforma política em 2011

Ontem, em reunião, Lula disse que atuará no PT e negociará com os aliados o texto da reforma. Ele defende o financiamento público das campanhas, o voto em lista e a fidelidade partidária.
"O presidente disse que vai atuar como um leão na reforma política", disse o ministro Alexandre Padilha (Relações Institucionais). A reforma é assunto recorrente no Congresso mas nunca há acordo entre os partidos.

Dilma terá que convencer que não é 'Lula de batom', diz 'Economist'

Na edição desta semana, a revista britânica "Economist" publica uma matéria sobre os desafios que a presidente eleita Dilma Rousseff enfrentará para provar que tem ideias próprias e que sairá da sombra de Lula.
"Ela terá de convencer os céticos de que ela não é apenas o Lula de batom", afirma a "Economist".
Segundo a revista, até o momento ela vem lidando bem com a situação. Mas criará um precedente ruim para o Brasil se permitir que Lula permaneça no poder, nos bastidores.
Entre os obstáculos citados está a desconfiança de investidores, assim como aconteceu logo após a eleição de Lula, em 2002.
Do mesmo jeito que se preocupavam com ter no poder um ex-líder socialista, eles podem ver com temor o passado de Dilma, que lutou contra a ditadura nos anos 1960.
Segundo a revista, para confortar os eleitores mais ricos que votaram em José Serra, "no dia seguinte às eleições Dilma descreveu seus planos econômicos como 'nada que crie ondas ou confusões'".

Folha

José Serra realiza palestra na França

O tucano José Serra (PSDB-SP), ex-governador de São Paulo e candidato derrotado à Presidência da República, viajou à França, onde participa, nesta sexta-feira (5), do encerramento de um seminário nos arredores da capital. Serra ministra palestra sobre América Latina e Europa.
O PSDB vive agora a ressaca do período eleitoral. Embora tenha elegido oito governadores, somados aos outros 2 do DEM, o partido perdeu força no Congresso e luta para se reorganizar em nível nacional.
Assim como Serra, o presidente da legenda, senador Sérgio Guerra (PE), viajou. Ele foi aos Estados Unidos apenas para descansar.

Terra

Bandido deve ser tratado como tal, não como cidadão, diz cardeal Eugenio Sales

Sábado, quando a Catedral Metropolitana do Rio abrir as portas para uma missa em homenagem aos 90 anos do cardeal Eugenio de Araújo Sales, os fiéis vão encontrar uma pessoa diferente da que comandou a Arquidiocese do Rio por 30 anos (de 1971 a 2001).
O homem sisudo, de voz e passos firmes, deu lugar a um senhor que caminha com dificuldade, fala baixo e ri.

Suas ideias, contudo, não mudaram. Diz que bandido deve ser tratado como bandido, não como cidadão.
Folha - O sr. foi sagrado bispo aos 33 anos e tornou-se cardeal aos 48. É uma trajetória rara na igreja, não?
Eugenio de Araújo Sales - Não é comum, mas não me julgo uma pessoa excepcional por isso. Apenas procurei cumprir meus deveres. Sempre disseram que eu era tradicionalista, mas nunca me classifiquei assim.
Incomodava ser chamado de tradicionalista enquanto, durante a ditadura, o sr. ajudou entre 4.000 e 5.000 perseguidos políticos a sair do país?
Eu não achava bom ser chamado de tradicionalista. Mas continuava meu trabalho da mesma forma.
O sr. ligou mesmo para o então ministro do Exército, general Sylvio Frota [ministro do presidente Ernesto Geisel, de 1974 a 1977], e disse: "Se receber a comunicação que estou protegendo comunistas no Palácio [São Joaquim, sede da arquidiocese], saiba que é verdade"?
Disse, mas não para agredir. Estava revelando amizade, mas independência também. Não houve reação negativa dele. Uma vez fui chamado para receber a Medalha do Pacificador [concedida pelo Exército], mas não quis porque a situação era muito difícil. Frota entendeu que não fazia aquilo como afronta. Eles sabiam que eu não era comunista.
Hoje temos a questão da violência, do tráfico. Qual o papel da igreja nesse cenário?
O mesmo daquela época. Por mais de uma vez bandidos armados pararam meu carro quando eu subia para o Sumaré [região do alto da floresta da Tijuca]. Quando viram que eu estava no carro, mandaram seguir. Depois disso, sempre passo com as luzes internas acessas.
É sempre um susto. Eles conhecem o carro e procuram esconder armas. Entendo o sofrimento deles, mas isso não justifica seus atos.
Bandidos têm que ser tratados como bandidos, não como cidadãos. Bandido tem direitos humanos. Não tem direito de ser bandido, mas não pode ser injustiçado.
Como o sr. vê o crescimento das igrejas evangélicas?
Elas têm presença forte e avançam, mas não me alarmo. Já participei de várias celebrações com pastores.
Não queremos agradar para conquistar, mas expor nossos pontos de vista.
É trabalho de entendimento, mas não com todos os protestantes. Esses donos de TV e rádio atacam a igreja. Não vou atacar porque fui atacado. A questão não é o número de fiéis, mas viver em Deus.
Como o sr. vê o debate sobre aborto e união homossexual?
A igreja tem doutrina. O casamento é homem e mulher, foi ensinado por Jesus.
A igreja é contra o homossexualismo, mas não se deve desprezar o homossexual. Ele deve ser tratado com caridade. A adoção por parte de homossexuais é outro problema. Não se pode expor uma criança a isso.
A igreja enfrenta graves acusações de ter acobertado casos de pedofilia. Como o sr. encarou isso?
A igreja agiu, mas talvez não com muito rigor. Precisava ter sido mais enérgica. Porém, parece ter havido um complô de ataques à igreja, aproveitando-se de um fato e generalizando para o todo.
O sr. chegou a ser considerado candidato ao papado. Imaginou que pudesse ser papa?
Nunca sonhei em chegar aonde cheguei. Ser papa é um sacrifício e jamais pensei nessa possibilidade.

Folha

CPMF, a saída fácil

Por Miriam Leitão

Esse filme nós já vimos.
Passada a eleição, o governo volta à carga para aprovar no Congresso o retorno do imposto do cheque. A velha CPMF ou uma contribuição substituta, já em tramitação, que é a CSS.
Tudo em nome de uma causa nobre, que é garantir mais recursos para a saúde. E agora com o reforço dos governadores eleitos, que engrossam o coro por mais recursos.
O presidente Lula nunca engoliu a derrubada da CPMF em 2007 pelo Senado e culpa até hoje a oposição por retirar "R$ 40 bilhões da saúde".
Na entrevista de quarta-feira, voltou ao tema, criando o mote para o discurso de ontem dos governadores do PSB, previamente articulado com Lula e a presidente eleita, Dilma Rousseff.
Que a saúde precisa de mais recursos, ninguém duvida. Que o sistema é deficitário, caótico em alguns aspectos, todos sabemos. Mas também é verdade que a CPMF não era inteiramente aplicada na saúde pelos governos, o atual e o anterior.
O imposto do cheque serviu para muitos fins: reforçar o orçamento da Previdência, pagar dívida e engordar o superávit primário.
Os gastos efetivos com serviços e ações de saúde equivaliam a 1,65% do PIB em 1997, quando a CPMF foi criada.
Em 2007, quando o imposto foi derrubado, estavam em 1,66% do PIB, e em 2009 subiram para 1,85% do PIB, graças à emenda 29, que criou um piso obrigatório para esses gastos. Piso que, na prática, virou teto, com imposto ou sem imposto.
Esse histórico, no mínimo, serve a uma reflexão. Será que o problema da saúde se resolve com a criação de mais imposto em um país com uma carga tributária de primeiro mundo e alguns serviços de terceiro?
No ano passado, o ministro José Temporão liderou uma articulação no Congresso em defesa da CSS. A contribuição chegou a ser aprovada na Câmara e agora depende só de um destaque, que teria de ser derrubado, mas o projeto do deputado Pepe Vargas (PT-RS) precisa retornar ao Senado e lá o governo só terá maioria ampla no ano que vem.
Se usar o rolo compressor de início de mandato, com a base que conquistou nas urnas, a presidente eleita tem boa chance de aprovar o imposto do cheque em 2011 e então teremos a reprise do filme que já assistimos: a saúde sendo usada como desculpa para o aumento da carga tributária já extorsiva.
Não seria mais coerente cumprir as promessas de campanha e negociar uma reforma nos tributos, mesmo que pontual, compensando o aumento da carga com medidas que estimulem o emprego, como a desoneração da folha de salários, por exemplo?
Ou medidas que desonerem os investimentos e as exportações?
Se vai pagar a conta, a sociedade teria, pelo menos, o retorno assegurado.

MP-CE ajuiza ação contra ex-prefeito de Paracuru

“O Ministério Público do Estado do Ceará, por meio da promotora de Justiça da Comarca de Paracuru, Elizabeba Rebouças Tomé Praciano, ajuizou ação de improbidade administrativa contra o ex-prefeito daquele município, José Ribamar Barroso Batista, e a tesoureira, Terezinha Moreira de Sousa, por atos de improbidade administrativa, especificamente pela violação aos princípios da moralidade e da legalidade, além do desvio de dinheiro público, acrescentando enriquecimento ilícito ao ex-prefeito.
Em procedimento que investigava a obra de pavimentação das ruas da praça central orçada em R$ 450.528,87 em favor da construtora Alvorada Comércio e Construções Ltda., a qual se sagrou vencedora na licitação, foi constatado que parte deste dinheiro, no valor de R$ 75.957,32 foi desviado e R$ 21.000,00 foi parar na conta do ex-Prefeito, depositado pelo sócio da Alvorada José Roberto de Melo Viana, o qual foi denunciado também por improbidade administrativa.
O ex-prefeito e a tesoureira, ao desviarem o dinheiro público, emitindo cheques nominais a Prefeitura, tentaram camuflar esta ilegalidade junto ao TCM fazendo os espelhos dos cheques nominais ao credor, os quais foram denunciados pelo crime de falsidade ideológica (art. 299 CP), além do desvio do dinheiro público (art. 1º, I do Decreto-lei n° 201/67), sendo este extensivo ao sócio da empresa Alvorada, por ter sido conivente com o desvio, além de ter feito o depósito de R$ 21.000,00, na conta do ex-prefeito.
Por esse mesmo motivo, desvio de dinheiro público, foi ajuizada ação de improbidade administrativa em março contra o ex-prefeito e a tesoureira, sendo contra esta pedido o afastamento de suas funções, onde, desde aquela data, aguarda decisão do Poder Judiciário da comarca de Paracuru.
Segundo o MP, a investigação foi iniciada mediante provocação do Sr. José Militão de Carvalho, denunciando que Henrique Rodrigues Abrão era o possível “laranja” do então prefeito, por ter caminhões caçambas no valor de R$ 343.000,00 sem possuir qualquer tipo de rendimento. Não sendo as investigações conclusivas sobre a propriedade dos caminhões foi requisitado inquérito policial para verificar eventual crime contra a ordem tributária, bem como oficiado a Receita Federal para verificação de eventual ilícito fiscal.”

(Site do MP-CE)

TSE defere registro de Eugênio Rabelo

“A dança das cadeiras prossegue na política do Ceará. O julgamento das candidaturas barradas pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), com base na lei da Ficha Limpa, deve culminar num “senta-levanta” no próximo dia 30 de novembro, quando uma nova recontagem computará os votos dos candidatos que ainda aguardam uma decisão da Justiça Eleitoral.
Um dos que podem ser beneficiados e voltar a Câmara dos Deputados é o deputado Eugênio Rabelo (PP), que foi candidato à reeleição. Na noite da última quarta-feira, ele teve sua candidatura liberada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
O deputado recebeu 82.028 votos nestas eleições, mas sua candidatura havia sido barrada pelo TRE-CE, devido a impugnação apresentada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), baseado na lei da Ficha Limpa.
O questionamento era referente a avaliação do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que desaprovou as contas de governo de Eugênio, do período em que foi prefeito do município de Ibicuitinga (a 187 km de Fortaleza), de 1997 a 2004.
O deputado teve sua candidatura validada pelo ministro Hamilton Carvalhido que, na sua decisão, entendeu que ao TCM caberia apenas apresentar parecer prévio sobre a contas. O julgamento, contudo, é responsabilidade da Câmara Municipal.
O advogado de Eugênio, Fernandes Neto, afirmou que ainda não é possível definir se com a recontagem deputado poderá reassumir a cadeira na Câmara. “Todos os cálculos são provisórios. O cálculo ainda não é perfeito, não posso adiantar com segurança porque ainda existem algumas candidaturas dependendo de deferimento e indeferimento”, disse
Segundo o secretário do departamento de informática do TRE-CE, Carlos Sampaio, a nova totalização está prevista para o dia 30 de novembro.
CASOS PÓS-ELEIÇÃO
Candidato a deputado estadual, Carlos Macedo (PSB) também teve a candidatura deferida pelo TSE, esta semana. Ele havia sido barrado por ter as contas reprovadas pelo TCM quando foi prefeito de Aurora. Segundo ele, os 13.505 votos que recebeu, somados as sobras da coligação, podem eleger mais um deputado – que não seria ele.
Na Assembleia, Dedé Teixeira (PT) foi o primeiro a conseguir reverter sua situação, no pós-eleição e, assim, ganhar uma vaga de deputado estadual. Na Câmara dos Deputados, foi Manoel Salviano (PSDB) quem primeiro conseguiu, depois das eleições, escapar da lei da Ficha Limpa. Ambos tinham contas desaprovadas pelo TCM.
Outro que conseguiu escapar da Ficha Limpa e garantir a vaga na Assembleia Legislativa foi o deputado estadual Neto Nunes (PMDB). Ele também teve as contas reprovadas pelo TCM, do período em que foi prefeito de Icó.”

(O POVO)

Governo vai aumentar velocidade de acesso à internet em telecentros e escolas rurais

A velocidade média de acesso à internet nos pontos atendidos pelo programa Governo Eletrônico – Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac) vai ficar 50% mais rápida a partir do mês que vem. O Ministério das Comunicações ainda informou que serão instalados mais 1.460 pontos de conexão em todo o país, destinados a telecentros comunitários, escolas rurais e unidades do programa Telecentros.BR.

Com a ampliação, o total de pontos de conexão do Gesac passará para 13.379. Os contratos aditivos que prevêem a ampliação do programa, assinados entre o Ministério das Comunicações e a Embratel, foram publicados hoje (4) no Diário Oficial da União e somam R$ 17,6 milhões.

O programa Gesac oferece conexão gratuita à internet em diversas localidades do país, como telecentros, escolas públicas da zona rural, bibliotecas e também em áreas de difícil acesso, como comunidades quilombolas, aldeias indígenas e assentamentos rurais.

Fonte: Agência Brasil

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails