quarta-feira, 28 de maio de 2008

Proprietários de motéis e pousadas estiveram reunidos com Delegado de Iguatu

Na manhã desta quarta-feira, 27/08, aconteceu uma reunião com os proprietários de pousadas e motéis na Delegacia Regional de Iguatu, onde o delegado Jurandir Costa realizou algumas explanações sobre a fiscalização que irá acontecer neste setor na tentativa de se evitar a entrada de menores nestes estabelecimentos além de se combater a utilização dos mesmos por alguns bandidos que estão de passagem pelo nosso município, " foi um ótimo encontro e percebi a boa recepção dos empresários para esta nossa iniciativa, estaremos efetuando várias ações de apoio a estes estabelecimentos em conjunto com a Polícia Militar" disse o Delegado Jurandir Costa.  

Vídeo: Discurso de Ednaldo Lavor na sessão sobre as casas populares

Iguatu poderá ter 17 vereadores em 2009 , confira !

Veja as faixas com o número máximo de vereadores permitido para as câmaras, de acordo com a população de cada município, lembrando que pelo IBGE os dados oficiais afirmam que Iguatu possui a população de 92 mil habitantes confira logo abaixo:
1. Até 15 mil habitantes: 9; 2. mais de 15 mil e até 30 mil habitantes: 11; 3. mais de 30 mil e até 50 mil habitantes: 13; 4. mais de 50 mil e até 80 mil habitantes: 15; 5. mais de 80 mil e até 120 mil habitantes: 17; 6. mais de 120 mil e até 160 mil habitantes: 19; 7. mais de 160 mil e até 300 mil habitantes: 21; 8. mais de 300 mil e até 450 mil habitantes: 23; 9. mais de 450 mil e até 600 mil habitantes: 25; 10. mais de 600 mil e até 750 mil habitantes: 27; 11. mais de 750 mil e até 900 mil habitantes: 29; 12. mais de 900 mil e até 1,05 milhão de habitantes: 31; 13. mais de 1,05 milhão e até 1,2 milhão de habitantes: 33; 14. mais de 1,2 milhão e até 1,35 milhão de habitantes: 35; 15. mais de 1,35 milhão e até 1,5 milhão de habitantes: 37; 16. mais de 1,5 milhão e até 1,8 milhão de habitantes: 39; 17. mais de 1,8 milhão e até 2,4 milhões de habitantes: 41; 18. mais de 2,4 milhões e até 3 milhões de habitantes: 43; 19. mais de 3 milhões e até 4 milhões de habitantes: 45; 20. mais de 4 milhões e até 5 milhões de habitantes: 47; 21 mais de 5 milhões e até 6 milhões de habitantes: 49; 22. mais de 6 milhões e até 7 milhões de habitantes: 51; 23. mais de 7 milhões e até 8 milhões de habitantes: 53; e 24. mais de 8 milhões de habitantes: 55

Vídeo: Genecisa do Santa Rosa 2 fala sobre as Casas Populares

Deputados aprovam aumento do números de vereadores

A Câmara dos Deputados aprovou na nesta terça-feira, por 419 votos favoráveis, oito contrários e três abstenções, em primeiro turno, a proposta de emenda à Constituição que aumenta o número de vereadores dos atuais 51.748 para 59.302. No entanto, a proposta, que depende ainda de votação em segundo turno, reduz os gastos com as câmaras municipais. Com isso, as câmaras municipais poderão gastar o que quiserem em salários, pois não ficam mais presas ao teto de 70% previsto na Constituição. A mesma emenda modifica as regras para o limite de gastos dos municípios com as câmaras municipais, o que significa uma economia de cerca de R$ 1,2 bilhão para as prefeituras, segundo cálculos do autor da proposta aprovada ontem, Vitor Penido (DEM-MG). A emenda ainda depende de votação em segundo turno na Câmara e votação em dois turnos no Senado. Para as novas regras valerem já a partir do ano que vem, a emenda tem que ser votada até o dia 30 de junho. O número de vereadores deverá passar de 51,7 mil para 59,2 mil e o maior aumento deverá acontecer nas cidades de médio porte. Entre as grandes capitais, o Rio de Janeiro passará de 50 para 51 vereadores. São Paulo manterá os 55 atuais. Uma cidade com 600 mil habitantes, por exemplo, passará de 21 vereadores para 27. Diante dos insistentes questionamentos sobre como será possível aumentar o número de vereadores e diminuir gastos totais das Câmaras, o deputado Vitor Penido respondeu: "Vão ter que cortar mordomias." Penido, integrante da Frente Municipalista, atendeu o lobby dos prefeitos para diminuir os gastos das prefeituras com o legislativo. Ele chegou a propor a redução do número atual de vereadores. Mas, para garantir a aprovação dos repasses menores das prefeituras para as câmaras, aceitou a proposta do autor de emenda, Pompeo de Mattos (PDT-RS), que aumentava o número de vereadores. "O importante é a redução dos gastos, não o número de vereadores", diz Penido. Fonte: Agência Brasil

Fotos: Sessão das Casas Populares

Vereadores debatem na CMI sobre casas populares

Oposição não suportou pressão popular e se retirou do plenário

E o povo compareceu na casa de todos os iguatuenses nesta terça-feira, a Câmara Municipal de Iguatu foi pequena na tarde de ontem, para a multidão presente, uma resposta da população às denúncias realizadas pelo grupo de oposição, no sentido de que a Prefeitura Municipal de Iguatu teria recebido dinheiro do Governo Federal, mas não havia executado as obras e entregue aos moradores. Durante a semana vários panfletos foram espalhados pelas ruas do município, chamando a atenção da população para este fato, resultando em uma sessão bastante concorrida.
O primeiro a realizar o discurso em defesa da gestão municipal foi o vereador Ednaldo Lavor que após apresentar dados sobre boa parte da movimentação financeira na construção de casas para Iguatu finalizou dizendo que “coloco o meu cargo à disposição se algum de vocês provarem que nesta gestão dinheiro foi desviado destas obras de casas populares, eu desafio!” disse.
Logo em seguida um fato inusitado, os vereadores de oposição se retiraram do local, alegando não ter condições de levar adiante a sessão, deixando todos os presentes perplexos com a atitude. Para o vereador Ronald Bezerra, esta é a confirmação de que não possuíam base para tal denúncia “isto só faz confirmar que eles não possuem base para tal ato, esta é uma administração séria, que possui o respeito para com o dinheiro público” afirmou Ronald Bezerra.
O presidente da Câmara Municipal Aderilo Filho, falou em seguida com a nossa reportagem sobre a sessão que aconteceu na tarde de ontem, “foi algo histórico, a população que recebeu as suas casas vieram em defesa desta administração que possui respeito com o dinheiro público e demonstraram que não suportam mais estas atitudes” destacou Aderilo.
No final vários populares deram o seu testemunho sobre o recebimento de casas e em seguida a secretária Célia Freitas falou sobre os documentos confirmando o correto investimento do dinheiro do Governo Federal na construção das casas “ estamos municiados com todos os documentos que comprovam a correta atitude da atual administração na construção das casas populares e estamos à disposição de qualquer iguatuense que queira verificar isto” disse Célia Freitas.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails