sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Doméstica é presa ao tentar entrar na Cadeia de Quixadá com um revólver

Ela afirma que foi outra pessoa que entregou a sacola com a arma.

Policiais Militares que fazem a segurança da Cadeia Pública do Município de Quixadá, no Sertão Central cearense, conseguiram evitar que uma mulher conseguisse entrar naquela unidade prisional portando um revolver calibre 38 com cinco cartuchos intactos. A flagrada garante que não sabia de nada, mas foi autuada mesmo assim.


A doméstica Francisca Alves de Macedo, 42 anos, natural de Iguatu, foi presa em flagrante por porte ilegal de arma de fogo ao adentrar as dependências da Cadeia Publica para visitar um detento. Ela garante que não sabia o que havia dentro da sacola.

Segundo o diretor da Cadeia de Quixadá, Dr. Jaime Cezar Sousa, que concedeu uma entrevista ao portal Revista Central, disse que segundo a autuada que chegou para visitar um detento a sacola que continha a arma de fogo foi entregue por uma mulher magra, que pediu para acusada entregar para ao preso de nome Thiago.

A arma foi encontrada na vistoria realizada pelos cabos Narciso, Nobre, F. MEIRA e Queiroz, além do soldado Gárlenio, que se encontravam de serviço na Cadeia Pública, onde faziam vistorias nas pessoas. O diretor Jaime Cezar disse eles perceberam que a mulher havia deixado a sacola no chão e entregou apenas uma marmita que levava para o preso que iria visitar e após passar pela segurança a mesma pegou a sacola com a arma e foi barrada logo em seguida.

Uma viatura foi acionada para conduzir a doméstica para a Delegacia Regional de Polícia Civil -DRPC, onde foi feito a flagrante porte ilegal de arma de fogo.


Maiores Informações

Cadeia Pública do Município de Quixadá

Rua Rui Maia – Centro

Contatos: (88) 3412-5786



Revista Central

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails