quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Lula defende reforma do Conselho de Segurança da ONU

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a defender, no início da tarde desta quarta-feira, uma reforma do Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas). A diplomacia brasileira tenta um assento no conselho, considerado o órgão mais importante da organização.
Durante visita do presidente da Zâmbia, Rupiah Banda, Lula afirmou que a reforma do conselho é "urgente".
"Urge atualizar a composição do Conselho de Segurança das Nações Unidas com vistas a refletir a realidade do nosso século", afirmou o presidente, em discurso preparado previamente.
A visita do presidente da Zâmbia ocorre uma semana após Lula visitar outro país africano, Moçambique.
No almoço oferecido a Banda no Itamaraty, também esteve presente o presidente do Senado, José Sarney (PMDB).
Lula e Rupiah Banda já haviam se reunido em julho deste ano, na Zâmbia, quando foram firmados uma série de acordos de cooperação. Ontem, foi assinado apenas um memorando de entendimento para que a chancelaria dos dois países troquem "consultas políticas" sobre as grandes questões mundiais.
Em seu discurso, Lula disse que a Zâmbia é um dos países mais promissores do continente africano e citou como exemplo investimentos da Vale no país. 

Folha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails