domingo, 7 de novembro de 2010

Michel Temer o conciliador entre o PT e PMDB

O vice-presidente eleito, Michel Temer (PMDB-SP), afirmou que o acordo entre seu partido e o PT para eleição do novo presidente da Câmara "vai pacificar a relação" entre as duas legendas, "que estava ficando um pouco tumultuada".
Na noite de sexta-feira no Rio, Temer foi um dos convidados da festa de casamento da filha do deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), pré-candidato a presidente da Câmara.
Pelo acordo, citado por Temer, o PMDB e o PT vão se revezar na presidência da Casa dos deputados durante o mandato da presidente eleita Dilma Rousseff (PT).
A negociação é para definir qual dos partidos assume o primeiro biênio (2011-2012).
"Eu gostaria de ser [presidente] no primeiro biênio para desafios que serão palpitantes para a Câmara, como reformas política e tributária. Eu estou lá há quarenta anos", afirmou Alves.
Durante a festa, Alves e Temer se sentaram juntos e conversaram ao pé do ouvido. Também à mesa estava o ministro Alexandre Padilha (Relações Institucionais). "Se houver um impasse, eu delego ao Michel o poder de decidir. Não haverá confronto [com o PT]", disse Alves.

Painel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails