segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Nome de Palocci ganha força para super cargo em Brasília

Gerson Camarotti, O Globo

O nome do ex-ministro da Fazenda e deputado Antonio Palocci (PT-SP) voltou a ganhar força para o ocupar um cargo de destaque no Palácio do Planalto a partir de janeiro.
Interlocutores da presidente eleita, Dilma Rousseff, perceberam uma grande movimentação externa, de setores da sociedade e do empresariado, em defesa dessa tese. Palocci passa a ser visto, cada vez mais, como uma espécie de fiador político do governo Dilma.
Depois das resistências iniciais à presença do ex-ministro no núcleo do poder, nos últimos dias passou a ser feita uma avaliação pragmática no grupo de transição: Dilma deve saber aproveitar, e usar a seu favor, a grande interlocução de Palocci com os vários setores da sociedade.
Essa preferência externa ao nome de Palocci para o comando da Casa Civil começou a ser explicitada antes mesmo da viagem de Dilma para a reunião do G-20, em Seul. E ganhou corpo durante sua ausência do Brasil.
Um interlocutor de Dilma ficou impressionado com as manifestações de apoio ao nome de Palocci. E acrescentou que isso será levado em consideração pela presidente eleita.
Durante toda a campanha, Palocci foi extremamente discreto no papel de coordenador. Isso seria um ponto positivo para o ex-ministro da Fazenda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails