terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Eduardo Campos nega insatisfação da bancada do PSB

 "Da parte do PSB não (há insatisfação). A formação da equipe está superada". Estas foram as palavras do governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, quando questionado, em Brasília, sobre a insatisfação da bancada do partido no Congresso em relação à participação do partido no ministério de Dilma Rousseff (PT).

"Agora, vamos tocar em frente. O PSB vai estar solidário com a presidente Dilma da mesma forma que esteve com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Não há exatamente isso. Não tem nenhum deputado do PSB declarando essa situação. Pelo contrário, temos o partido unido para continuar crescendo", declarou.

Os deputados do PSB, nos bastidores, têm demonstrado muita insatisfação pelo fato da bancada não ter nenhum representante no atual ministério, assim como o PT e PMDB.

Eduardo Campos acompanhou, em Brasília, a cerimônia de transmissão de cargo ao ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB), ex-prefeito de Petrolina e ex-secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco.

"Em oito anos do governo Lula, nós nunca fizemos política por conta deste ou daquele cargo. Compreendemos que é possível fazer política de outra forma. Esses cargos (do segundo escalão) são assuntos da presidente da República e dos ministros", disse, evitando engrossar o coro de críticas em relação às mudanças no segundo escalão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails